Peru – 15 dias – Inca Jungle e Machu Picchu

Inca Jungle
Dia 1 – Bike

Depois de muito pesquisar sobre os passeios, decidimos pelo Inca Jungle, 4 dias e 3 noites de travessia até Machu Pichu que envolve: downhill de bicicleta no primeiro dia, trilha no segundo e águas termais, tirolesas e trilhas no terceiro,  e a incrível Machu Pichu no quarto dia.

O passeio inclui comida, guia e hospedagem em alojamentos.

Fechamos o passeio com a Inca Peru Travel  tel:(+51) 84 984727678).

Valor: U$ 365,00 (inclui volta de trem (U$ 60,00) mas não inclui rafting nem tirolesa (U$ 30,00 cada). Inclui guia, hospedagem e comida de todos os dias.

Dica: Feche o passeio na cidade, é muito mais barato lá (U$ 100,00 por aí). Fechamos por e-mail no Brasil e nos arrependemos muito pela diferença de preço. No último dia eles nos colocaram em um hotel melhor para compensar, mas mesmo assim, pagamos muito acima). Feche na cidade!! Tem passeios como esse saindo todos os dias!

Bike

O dia 1 foi dia de pedalar. Nos pegaram em nosso hotel às 06h30 da manhã e no caminho buscaram mais algumas pessoas. Estacionamos para carregar a van com as bikes e equipamento de segurança. Esperamos em torno de 40 minutos até estar tudo no jeito. Pé na estrada e rumo a nossa primeira aventura. Depois de umas 2 horas de van fizemos a primeira parada para o café da manhã em um restaurante na estrada, mais 2 horas de van e chegamos ao topo da serra onde iniciaríamos a decida de bike.

Estava chovendo e a estrada bem neblinada, os despenhadeiros davam aquele friozinho na barriga. Friozinho nada, dava era medo mesmo rs. Cada um recebeu uma mala com o equipamento de segurança (colete de proteção cervical, cotoveleira, joelheira, caneleira, capacete) tudo bem com cheirinho de usado e molhado, eca, nojinho. Cada um escolheu a sua bike e fez os ajustes necessários, algumas instruções do guia e fomos liberados para descer. Passeio fantástico!!! A Serra é muito linda (o que eles chamam de mistura de serra com selva, a divisa entre os Andes e a floresta). A visão espetacular, o passeio é longo (45km) e da para aproveitar muito a paisagem, passando por cachoeiras, rios e sempre aquele vale maravilhoso. Indico demais!!

Chegando ao pé da serra, subimos novamente na van e fomos ao povoado de Santa Maria, onde almoçamos em um restaurante chamado AQUI e a galera partiu pro rafting. A comida estava gostosa, mas foi muito mau servida, reclamamos na agência e eles se certificaram que o jantar seria mais farto, e de fato foi, um lomo saltado delicioso. A nossa agência nos aconselhou a não fazer o rafting pois as agências não são regularizadas e algumas pessoas já haviam morrido durante a atividade. Não fomos, mas nos arrependemos, quem foi voltou contando maravilhas do passeio.

O hostel é bacaninha com quartos espaçosos e camas confortáveis, ficamos em 2 quartos só nossos,  o banho frio que avacalhou, mas nessa altura já imaginávamos.

Descida de Bike na serra peruana

Descida de Bike na serra peruana

Descendo de bike pela Serra Peruana

Parada pra foto no mirante, com a vista abaixo

Vista que temos descendo a serra de bike.

Vista que temos descendo a serra de bike.

Inca Jungle
Dia 2 – Trekking Sta Maria x Sta Tereza e Água Termais

Dia de trilha e águas termais.

Acordamos 05h30 da manhã, tomamos café no mesmo restaurante do dia anterior (como sempre: pão, geleia e manteiga e um pedacinho de panqueca). Mochila nas costas e partiu caminhar. Detalhe, éramos o único grupo com mochila cargueira, o resto estava apenas com uma mochilinha de passeio, como sobreviveram 4 dias só com isso? Não descobrimos, mas levamos coisas desnecessárias como tênis para bike e saco de dormir, fica a dica.

Caminhada Inca Jungle

Caminhada Inca Jungle ao lado do precipício.

 

Caminhamos, caminhamos e caminhamos. De vez enquanto uma parada ou outra para uma explicação das frutas e vegetais e para comprar na mão das famílias locais. Depois de umas 2 horas de caminhada iniciamos uma subida bem pesada, chegando a adorável Casa do Macaco. Um lugar muito agradável com vários animais domesticados (araras, macaco, quati e etc), aqui nos apresentaram vários produtos agrícolas locais como cacau, batata, tequila peruana, pisco de serpente. Pudemos provar de tudo e comprar o que gostamos. Descansamos, comemos e continuamos a subir.

Caminhada Inca Jungle ao lado do precipício.

Caminhada Inca Jungle ao lado do precipício, todo cuidado é válido.

Casa do Macaco - parada no meio do caminho pra aprender mais sobre o Peru

Casa do Macaco – parada no meio do caminho pra aprender mais sobre o Peru

Casa do Macaco - parada no meio do caminho pra aprender mais sobre o Peru

Casa do Macaco – parada no meio do caminho pra aprender mais sobre a agricultura.

Casa do Macaco - parada no meio do caminho pra aprender mais sobre o Peru

Casa do Macaco – animais domesticados no local

 

A vista do vale é simplesmente maravilhosa! Com alguns mirantes de tirar o fôlego ao longo do caminho. A caminhada é bem a beira de um precipício, mas a vista vale a superação do medo. Aqui encontramos com a rede de caminhos Incas utilizadas a séculos atrás. Depois de muito caminhar, chegamos ao lugar de almoço no meio da floresta com redes de balanço e fonte de água. Um lugar muito gostoso e agradável para um descanso merecido. Comida gostosa e muito bem servida, fartura e variedade (guacamole, pipoca, macarrão).

Mirante Inca Jungle

Mirante Inca Jungle

Caminhada ao lado do Rio - Inca Jungle

Caminhada ao lado do Rio – Inca Jungle

Uma das pontes que atravessamos na Inca Jungle

Uma das pontes que atravessamos na Inca Jungle

Continuamos a caminhada por mais um longo tempo. Passamos por várias pontes emocionantes e caminhamos ao lado do Rio Urubamba. Já quase no final da trilha quando estava começando a escurecer atravessamos o rio pelas Oroyas, um cesto dependurado que atravessa o rio por um cabo de aço puxado por moradores locais (PEN10), é a única opção de travessia. Andamos mais uns 20 minutos e finalmente chegamos, ja a noite, às águas termais de Cocalmayo em Santa Tereza.

Oroyas - Inca Jungle

Oroyas – os cestos para atravessarmos o rio.

Agora foi só relaxar nessas deliciosas piscinas com água quentinha. Sonho de todo final de trekking. São 4 opções de piscina que vai da mais quente a morna. Tomamos banho aqui mesmo nas duchas naturais de água quente. O local conta com restaurante, vestiário, banheiro e as piscinas. Para chegar até o hostel optamos por pagar PEN 5,00 e terminar de chegar de van.

O hostel, não me recordo do nome, mas era ok, bem simples, mas com quartos duplos. O jantar foi em um restaurante próximo e depois do jantar o local se transformou em um nightclub exclusivo para a galera da trilha. Música latina, drinks e luzes.

Inca Jungle
Dia 3 – Tirolesa e trekking até o Machu Picchu Pueblo

Tirolesa (U$ 30,00) e 3h de caminhada.

Já acordei tensa, morro de medo de altura e hoje era o dia que cruzaríamos a montanha diversas vezes por essas tão faladas tirolesas. Tomamos café da manhã no mesmo restaurante que jantamos, e esse deixou a desejar, parecia que tinham misturado água na geleia e o pedaço de panqueca era minúsculo. Alimentados entramos na van para irmos até o local das tirolesas.

Ficamos sabendo que existem várias empresas que operam esse mesmo serviço, cada uma delas possuem suas próprias tirolesas em lugares diferentes, umas com 5, umas com 4 umas com 3. Não me lembro do nome da empresa que utilizamos, eles tinham 4 tirolesas instaladas, mas 1 estava em manutenção então cruzamos uma ponte bamba rs. Ficamos sabendo que 4 pessoas morreram na tirolesa, mas não conseguimos descobrir de quais empresas eram. Tudo que podíamos fazer é torcer pra que não fosse a nossa rs.

Instruções dadas, todo mundo equipado, subimos por 15 minutos a montanha da primeira tirolesa. Medo, medo, é o que define esse momento. Uma tirolesa comprida e alta cruzando a montanha passando sob árvores e um rio bravo. Ai meu Deus! Muita tensão no coração, algumas lágrimas e muita, muita emoção!

Ponte bamba sobre o Rio Urubamba.

Ponte bamba sobre o Rio Urubamba.

Foram assim as 3. Um zig zag pela montanha. A quarta ao invés de tirolesa foi uma ponte suspensa, bamba. O mosquetão da cadeirinha preso a um cabo de aço pra não ter perigo de cair no rio bravo. Achei essa a mais legal! Quando descemos dessa ponte saímos no mesmo lugar em que começamos, e a van nos leva até o restaurante de almoço, já na hidrelétrica.

Comemos, bebemos, comemos sobremesa (algumas gramas de bola de sorvete), descansamos e seguimos rumo ao vilarejo de Machu Picchu. Nesse ponto você tem opção de mandar sua mochila pelo trem por PEN 30,00. Os primeiros 15 minutos de caminhada são de subida intensa até chegar aos trilhos do trem, por onde andamos por mais 3 horas até chegarmos ao famoso vilarejo de Aguas Calientes por volta das 16h.

Trilhos do trem da hidrelétrica

Trilhos do trem da hidrelétrica

O vilarejo é bem turístico e não é lá muito bonito, os preços são bem mais salgados e tem comércio espalhado por todo canto. É tudo bem aglomerado e empilhado, se é que me entende. Ficamos alojados em um bom hotel Keros, um upgrade da nossa agência graças a nossa reclamação do preço acima da média que pagamos. Recomendo.

É importante assim que chegar já garantir a passagem de ônibus para a subida do outro dia a Machu Picchu. A passagem custa PEN 40,00 e não tem horário no bilhete, o embarque é feito por ordem de chegada. Garantimos a nossa e fomos descansar um pouco.

A noite o jantar foi servido em um restaurante no centro do vilarejo e foi muito bem servido com entrada e prato principal à nossa escolha, o cardápio é separado do principal e se chama menu turístico e fora do pacote da agência custa PEN 15,00.

Compramos o lanche do dia seguinte e fomos descansar pois às 4h da manhã começa a fila do ônibus que só sai as 06h.

Inca Jungle
Dia 4 – Machu Picchu e Huayna Picchu

Já havíamos comprado do Brasil o Ingresso de entrada para Machu Picchu e Huayna Picchu, alguns detalhes que são importantes de saber:

  • Disponibilidade do Ingresso Machu Picchu500 pessoas/dia.
  • Disponibilidade do Ingresso Machu Picchu + Huayna Picchu
    Grupo 01: (07h00min as 08h00min) 200 pessoas/dia.
  • Disponibilidade do Ingresso Machu Picchu + Huayna Picchu
    Grupo 02: (10h00min as 11h00min) 200 pessoas/dia.
  • Disponibilidade do Ingresso Machu Picchu + Montanha400 pessoas/dia.

Machu Picchu + Huayna Picchu Valor U$ 86,00 (dólares) .

Machu Picchu estava inclusa no valor do nosso passeio (U$ 365,00), Huayna Picchu foi um adicional de U$ 15,00).

Dica 1 e muito importante: em Machu Picchu tudo é por ordem de chegada. Nosso guia havia marcado na entrada de Machu Picchu 6h da manhã. Como subimos de ônibus tivemos que chegar ao ponto de ônibus 4h da manhã para garantir um bom lugar na fila. Ás 05h30 o primeiro ônibus partiu rumo a entrada principal. Fomos um dos últimos a entrar nesse ônibus. Os ônibus partem de 30 em 30 minutos, então não ha necessidade de desesperar caso pegue o segundo.

Fila para ônibus em Machu Picchu 4h da manhã

Fila para ônibus em Machu Picchu 4h da manhã

A subida de ônibus demorou uns 20 minutos e chegando lá já estava bem lotado. O pessoal que chegou pela trilha estava completamente estrupiado, cara de quem subiu o Everest, de quem correu uma maratona. Ficamos muito felizes com nossa escolha de pegar o ônibus, dinheiro bem gasto.

Passamos pela roleta e entramos em Machu Picchu com nosso guia. A cidade foi descoberta em 1911 por um norte Americano chamado Hiram Bingham. Seu nome quer dizer montanha velha e é considerada um dos monumentos arqueológicos mais importantes do mundo. Muito misticismo e mistério envolvem a cidade de Mach Picchu, quem morava ali, para que ela foi construída. A cidade obviamente foi escolhida para ser construída ali por motivos estéticos, observe bem e absorva toda essa energia.

Ao caminhar em Machu Picchu você pode ir apenas em uma direção, então não desperdice nenhuma foto ou observação.  O tour passa pelos lugares mais importantes como o Templo das 3 Janelas, o Templo principal, o Relógio de Sol, a Pedra Sagrada, a praça principal, o Templo do Sol, os terraços agrícolas… As suposições mais aceitas sobre esse lugar sobre o qual não há nenhuma certeza para além da beleza estonteante são: Retiro da família real, Universidade inca, Laboratório agrícola, Lugar cerimonial, porque cercado por apus, montanhas cultuadas como divindades? Seja lá o que tiver sido, supõe-se que foi abandonado em meio à epidemia de varíola, e mantido escondido dos espanhóis pelos deslizamentos de encostas da estação chuvosa e pelo rápido crescimento da vegetação.

 

Huayna Picchu

Subida a Huayna Picchu

Subida a Huayna Picchu

Às 08h tivemos que interromper o nosso tour para subir a montanha Huayna Picchu.Os ingressos tem horário fixo, não se atrase. Huayna Picchu significa montanha nova, aquela montanha grande ao lado da cidade. A entrada para essa montanha é dentro do complexo Macchu Picchu ao norte.  O governo peruano limitou o acesso a 400 pessoas por dia. Duzentas podem entrar das 7-8h da manhã e as outras duzentas ficam para o turno das 10-11h.

A subida é bemmm puxada, tem 2km de trilhas ingrimes e estreitas com abismos que causam vertigens e muitas escadas. Há vários pontos praticamente verticais, só com uma escadinha estreita te levando para ainda mais alto. Não é para qualquer um.

Quando vai chegando ao topo da montanha as escadas se tornam ainda mais íngremes e estreitas e um escorregão leva direto à morte. Parece drama, mas o medo é real rs. Ficamos no topo durante um tempo observando a paisagem surreal maravilhosa que essa montanha proporciona. Depois de muitas fotos, um lanche rápido e muita observação, começamos a descer. Digo uma coisa, se pra subir foi ruim, pra descer foi pior (o topo), muito íngreme, mas com várias boas surpresas no caminho de lugares inusitados com vistas muito, muito bonitas. Valeu muito a pena e indico pra quem gosta de Aventura.

Subida puxada na Huayna Picchu

Quase chegando ao topo da Huayna Picchu, trecho final.

Quase chegando ao topo da Huayna Picchu, trecho final.

Vista da subida da montanha Huayna Picchu

Vista que temos na subida da montanha Huayna Picchu.

Vista do topo de Huayna Picchu.

Vista do topo de Huayna Picchu.

Vista da montanha Huayna Picchu

Vista da montanha Huayna Picchu

Vista da montanha Huayna Picchu

Vista da montanha Huayna Picchu

Topo Huayna Picchu

Topo Huayna Picchu

Quando descemos o Huayna Picchu o fluxo obrigatório te leva para fora do complexo de Machu Picchu, é necessário que você enfrente a fila novamente e entre pela segunda vez pela catraca. Atenção! Guarde seu ingresso pois ele da direito a entrar duas vezes em Machu Picchu.

Entramos novamente para ir à Casa do Guarda, de onde se tem a famosa vista do cartão postal de Machu Picchu. Ficamos observando a cidade, maravilhados, tiramos muitas fotos de vários ângulos e nos despedimos desse lugar mágico.

O guia nos contou que realmente Machu Picchu está se desintegrando devido ao intenso número de visitantes e que o governo já está avaliando possíveis soluções para manter a cidade intacta. Então fica a sugestão de quem sonha em conhecer, aproveitar enquanto ainda há liberdade.

Machu Picchu

Machu Picchu

Machu Picchu

Machu Picchu

Machu Picchu

Machu Picchu

Terminado o passeio às 12h descemos a pé, gastamos 1h mais ou menos, uma descida que parecia sem fim rs. Fomos almoçar em um restaurante na rua principal (do rio) que servia um menu turístico por PEN 15. Não me lembro o nome, mas estava bom, não espetacular, acredito que qualquer um nessa rua com esse menu tenha a mesma qualidade.

Compramos um lanche para a volta. Negociamos no hotel onde estávamos (mas já havíamos feito check out) para tomarmos um banho e descansar um pouco até a hora de partir.

Voltamos para Cusco de trem, a maioria das pessoas faz a trilha de volta à hidrelétrica pelo trilho do trem e volta de ônibus ou van (3h de caminhada + 6h de ônibus ou van). Nós pegamos o trem no centro de Águas Calientes, super arrumado, chic, com bebida quente e castanhas incluso. Em 3 horas chegamos a Ollantaytambo onde já havia um mini bus nos esperando para irmos a Cusco (+2h).

Resultado de imagem para trem de machu picchu e cuscoperu rail

O trem Peru Rail que voltamos a Ollantaytambo.

Chegamos tarde em Cusco na Plaza das Armas e pegamos um uber para a nossa casa do Airbnb. Essa casa sim, muito boa. Espaçosa, com bons quartos e camas, cozinha equipada, banheiro bom com água!! Rsrs. A dona super atenciosa e prestativa. 

Nosso roteiro:

Lima – 2 dias
Parque Nacional de Huascaran – 3 dias
Cusco e Vale Sagrada – 4 dias
Inca Jungle – Machu Picchu 4 dias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *